Run, the mission 2017

Run, the mission 2017

Voltei a Agrínio e a primeira coisa que tinha em mente era inscrever-me no ginásio. Acontece que o tempo foi passando e não me inscrevi em ginásio algum. Primeiro porque não gostava do ginásio que andava anteriormente. Segundo, porque não tenho nenhum ginásio perto e a verdade é que preciso de um ginásio do outro lado da rua senão acabo por desistir com este tempo estupidamente abafado. Terceiro e última razão, porque comecei a correr.
É verdade. Com 26 anos decidi que queria correr. Vá, já tinha decidido antes, muito antes, mas quem me conhece sabe que nunca fiz mais de 500 metros correndo. É verdade, e é uma vergonha também. Não achava graça alguma a correr só por correr, e continuo a não achar graça, mas espero que isto passe quando lhe ganhar o gosto. Mas acontece que depois de ver tanta gente a correr quilómetros e de negar tantos convites decidi desafiar-me a mim mesma e começar a correr.
Depois de meter a ideia afinco na cabeça preparei tudo para que não desistisse depois do primeiro dia. Comprei roupa nova para dar ainda mais ânimo. Instalei uma aplicação para ver os míseros quilómetros. E lá fui eu para a estrada. Como devem imaginar, o primeiro dia foi terrível. Dei uma volta aqui ao quarteirão e voltei para casa, quase de gatas e mais vermelha que um tomate. O calor é muito, ainda que as 20h30, mas não foi só do calor que fiquei assim, foi mesmo da falta de resistência em que me encontro. No segundo e terceiro dia não houve melhorias significativas mas eu lá fui. Hoje, quase um mês depois, começo a ganhar alguma resistência. Claro que há dias mais fáceis que outros, mas há sobretudo vontade e a recompensa aparece quando o número de quilómetros começa subir (coisa pouca ainda, mas é assim que se começa).

Run, the mission 2017

Run, the mission 2017

Run, the mission 2017

E vocês desse lado, também correm??

 

TOP: Primark

LEGGINS: Nike

TÊNIS: New Balance

RELÓGIO: Tomtom

Artigos relacionados

Aprendendo a gostar O tempo passa voando. E a maior prova disso é que faz hoje 15 meses que cheguei a este país que outrora  me era desconhecido. Apetecido e desejado por...
Frio, frio, frio 5 meses atrás e lembro-me perfeitamente de ansiar pelo Inverno para poder ficar na cama a ouvir a chuva a bater na janela, e eu enroscada naqueles len...
Greek curiosities   A estadia por terras gregas vai-se prolongando e com o tempo vou ganhando gosto pelo país e percebendo cada vez mais sobre a sua forma de esta...
Agrínio, a cidade que não está para brincadeiras... Voltei novamente à minha cidade grega, Agrínio (aqui), mas desta vez casada com o meu mais que tudo. Este mês inicia-se mais um época desportiva (2018...

2 thoughts on “Run, the mission 2017”

Deixe uma resposta